Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Declarações da vítima do acidente com o Duque de Edimburgo

20.01.19, Blog Real

Uma mulher que esteve no mesmo acidente que o Príncipe Philip deu novas indicações sobre aquilo que aconteceu na passada quinta-feira, 17 de janeiro. Emma Fairweather garante que o marido da Rainha Elizabeth II não lhe pediu desculpas e que já havia sido alertado pela polícia por ter conduzido sem cinto de segurança. A mãe de dois filhos seguia no carro envolvido na colisão, e no qual partiu o pulso, lembra-se de não conseguir parar de gritar. Foi-lhe garantido que voltaria a ter notícias do Palácio de Buckingham, mas à imprensa internacional revelou que apenas recebeu uma mensagem da polícia.

Além de Emma, seguia no carro um amigo e o seu filho de nove meses, facto que lançou o pânico entre os presentes. Para Emma, aquilo que poderão ter sido breves instantes, pareceu-lhe uma eternidade, sublinhando que não fazia ideia tratar-se do marido da rainha, pois só conseguia pensar no bebé. “Tenho sorte de estar viva”, confessou.

Apesar do acidente e dos seus 97 anos, 48 horas depois o duque do Edimburgo regressou ao volante, apesar do aviso policial que recebeu. Emma lembra ainda que foi o marido da Rainha Elizabeth II quem maior atenção recebeu por parte dos outros condutores que, ao passarem na zona, se depararam com aquele cenário e temeu ser deixada para trás.

De acordo com fonte do palácio, houve um contacto com as vítimas e que ambos trocaram mensagens de rápidas melhoras, algo que Emma diz não ter acontecido.

“Eu sei que a rainha é uma senhora ocupada, mas eu estava entusiasmada com a ideia de ela me ligar. Em vez disso, recebi apenas uma chamada da polícia. Eu adoro a família real, mas tenho sido ignorada e rejeitada e estou magoada (...) Teria muito significado para mim se o príncipe Phillip pedisse desculpas, mas não me parece que ele lamente de todo o que aconteceu”, defende.