Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

As Monarquias - Monarquia do Liechtenstein

10.01.15, Blog Real

17875196_BAKzj.jpeg

hansadam2.jpg

 O Liechtenstein é um estado democrático, uma monarquia constitucional, encabeçada actualmente pelo príncipe Hans Adam II, seguido pelo príncipe regente, Alois, seguido pelo primeiro-ministro Otmar Hasler.

A família vem do Castelo de Liechtenstein, na Baixa Áustria, que ela possuiu de 1140 até o século XIII e, novamente, de 1807 em diante. Ao longo do tempo, a dinastia adquiriu várias terras, predominantemente na Morávia, na Baixa Áustria, na Silésia e na Estíria. Contudo, muitos desses territórios estavam contidos em feudos de outros senhores feudais, particularmente de várias linhagens da Casa de Habsburgo, à qual muitos príncipes da Casa de Liechtenstein serviram como conselheiros. Consequentemente, não faziam parte do Reichstag.

O Liechtenstein aspirarou bastante aos poderes que uma posição no governo imperial traria e, como resultado, buscou somente propriedades com o Sacro Imperador Romano-Germânico como autoridade direta, sem suseranos intermediários. Em 1699, a família pôde adquirir o senhorio de Schellenberg e, em 1712, o condado de Vaduz. As possessões foram compradas à família Hohenems e tinham exatamente o ''status'' político requerido pelo Liechtesntein.

No dia 23 de janeiro de 1719, Carlos VI, Sacro Imperador Romano-Germânico, decretou a unificação de Schellenberg e Vaduz e elevou toda a área à dignidade de principado (em alemão: ''Fürstentum''), com o nome de "Liechtenstein", em honra da família soberana, na pessoa de Anton Florian de Liechtenstein (1656-1721). Com a dissolvição do Sacro Império Romano Germânico em 1806, o principado de Liechtenstein, em 12 de julho do mesmo ano, tornou-se independente, após o tratado de Pressburg, assinado pelo [príncipe Johann I Josef.

A família, para além de soberana do principado, é dona do Liechtenstein Global Trust - LGT, um grupo bancário bilionário.

Liechtenstein tem um parlamento de chamado Landtag, com 25 membros eleitos por voto popular. Cada um serve um mandato de quatro anos. Os membros do Landtag escolhem um primeiro-ministro para liderar o governo. O príncipe deve aprovar a sua escolha; ele também aprova os quatro administradores que o primeiro-ministro seleciona para formar um gabinete.

O príncipe de Liechtenstein tem o poder de demitir qualquer membro do governo ou o Landtag inteiro, e substituí-lo por um governo provisório. Ele pode vetar leis e nomeações judiciais, cancelar investigações governamentais, e conceder clemência a criminosos condenados.

Como tal, a monarquia de Liechtenstein tem maior poder do que qualquer outra na Europa de hoje. Os críticos descrevem-na como uma ditadura em potencial. Os defensores apontam que a família principesca esbanja sua grande riqueza do país e usam suas conexões de negócios internacionais para ajudar a tornar o principado próspero. Os cidadãos de Liechtenstein retêm o direito de abolir a monarquia, embora eles precisem de uma maioria de dois terços para fazê-lo.

Linha de Sucessão:

A linha de sucessão ao trono liechtensteinense usa a primogenitura agnatícia. As leis do Liechtenstein permitem a linha de sucessão ao trono (que foram regulamentadas em 1606) seja feita por primogenitura agnática, ou seja, herdada pelo primogénito do sexo masculino, excluíndo totalmente as herdeiras do sexo feminino.

Os Palácios:

castelo de vaduz4.jpg

O Castelo de Vaduz é a residência oficial da Família Príncipesca do Liechtenstein. O Castelo de Valtice costumava ser a principal residência da família até a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A Família Príncipesca do Liechtenstein é a proprietária de cerca de 20 castelos e palácios na Áustria.

Catedral de Vaduz:

A Catedral de Vaduz ou Catedral de St. Florin é uma igreja neogótica em Vaduz, Liechtenstein e o centro da Arquidiocese Católica Romana de Vaduz. Originalmente uma igreja paroquial, ocupa o status de catedral desde 1997.

Foi construída em 1874 por Friedrich von Schmidt no local de fundações medievais anteriores. O seu santo padroeiro é Florinus of Remüs (Florin), um santo do século IX do vale Vinschgau .

A arquidiocese de Vaduz foi erigida pelo papa João Paulo II na constituição apostólica Ad satius consulendum, em 2 de dezembro de 1997. Antes disso, havia sido a reitoria de Liechtenstein, parte da diocese suíça de Chur . A solene cerimónia pública ocorreu no dia 12 de dezembro de 1997, na igreja paroquial de Vaduz, que foi elevada à dignidade de uma catedral.

Vários membros da Família Principesca do Liechtenstein tem sido enterrados lá. 

O Príncipe Franz Joseph II do Liechtenstein e a sua esposa, a Princesa Georgina, foram enterrados na catedral em 1989. Em 1991, o seu filho mais novo, o Príncipe Franz Josef "Wenzel" , foi enterrado lá. A Princesa Elisabeth do Liechtenstein também foi enterrada lá.

Títulos:

Os títulos do Príncipe do Liechtentein são os seguintes:

  • SAS o Príncipe-soberano
  • Duque de Troppau e Jägerndorff
  • Duque de Opava e Krnov
  • Conde de Rietberg

Eventos Anuais:

Dia Nacional do Liechtenstein

Família Real Liechtensteinense:

familiehansadam2.jpg

Em 30 de julho de 1967, o príncipe Hans Adam II desposou a sua prima, a condessa Marie Kinsky de Wchinitz e Tettau. Eles tiveram quatro filhos:
* Príncipe herdeiro Alois, nascido em 11 de junho de 1968. Casou com Sophie da Baviera. Tiveram quatro filhos:

** Joseph Wenzel Maximilian Maria von und zu Liechtenstein, nascido em 1995

** Marie-Caroline Elisabeth Immaculata de Liechtenstein, nascida em 1996

** Georg Antonius Constantin Maria de Liechtenstein, nascido em 1999

** Nikolaus Sebastian Alexander Maria de Liechtenstein, nascido em 2000
* Príncipe Maximiliano, nascido em 16 de maio de 1969. Casou com Angela Brown. Tiveram um filho:

** Alfons Constantin Maria de Liechtenstein, nascido em 2001
Príncipe Constantin, nascido em 15 de março de 1972. Casou com Marie Gabriele Franciska Kálnoky de Köröspatak. Tiveram três filhos:

** Moritz Emanuel Maria de Liechtenstein, nascido em 2003

** Georgina Maximiliane Tatjana Maria de Liechtenstein, nascida em 2005

** Benedikt Ferdinand Hubertus Maria de Liechtenstein, nascido em 2008
* Princesa Tatiana, nascida em 10 de abril de 1973. Casou com o barão Filipe de Lattorff. Tiveram sete filhos:

** Lucas Maria de Lattorff, nascido em 2000

** Isabel Maria Ângela Tatiana de Lattorff, nascida em 2002

** Marie Teresa de Lattorff, nascida em 2004

** Camila Catarina Maria de Lattorff, nascida em 2005

** Ana Pia Teresia Maria de Lattorff, nascida em 2007

** Sofia Catarina Maria de Lattorf, nascida em 2009

** Maximiliano Maria de Lattorff, nascido em 2011

Site Oficial: http://www.fuerstenhaus.li/de/index.html