Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Palácios Reais - Palácio Imperial do Japão

23.06.13, Blog Real

O Palácio Imperial do Japão (皇居, kōkyo?), também chamado Palácio Imperial de Tóquio, é a residência oficial do Imperador do Japão.

Está localizado no distrito de Chiyoda, no centro de Tóquio, próximo da Estação Tokyo. A propriedade imperial tem, aproximadamente, o mesmo tamanho do Central Park, cuja área é de 3,41 km.

Em 1868, após a Restauração Meiji e a resignação de Tokugawa Yoshinobu, o último xogum Tokugawa, a corte imperial japonesa mudou-se de Kyoto para Tóquio, e o Edo-jo, a antiga fortaleza Tokugawa, foi convertida na residência do Imperador.

Entre 1888 e 1848, o palácio foi chamado de Kyūjō (宮城, "castelo palácio"). O recinto do palácio inclui os "Três Santuários do Palácio" (宮中三殿, Kyūchūsanden).

Os edifícios do Palácio Imperial foram construídos pela Corporação Takenaka, a mais antiga empresa de construções do Japão, fundada em 1610.

O palácio foi bombardeado e destruído durante a Segunda Guerra Mundial, mas foi reconstruído de forma idêntica em 1968.

Hoje, a maior parte do palácio está fora do acesso público, mas a Agência da Casa Imperial organiza visitas. Por outro lado, os Jardins Orientais estão habitualmente acessíveis aos turistas. A parte mais interior do complexo fica aberta ao público apenas duas vezes por ano, no aniversário do Imperador Akihito (23 de dezembro) e no Ano Novo (2 de janeiro).

Durante a subida da bolha financeira e imobiliária japonesa da década de 1980, o palácio foi propositadamente valorizado, por alguns, com um valor equivalente ao de todos os imóveis da Califórnia, nos Estados Unidos.

Residência do Monarca


O Palácio Imperial de Tóquio, é onde fica a residência do imperador Akihito e da imperatriz Michiko, e onde são realizados rituais como entronização e recepção a chefes de Estado.

A área conhecida como Palácio Imperial é composta pelos parques Kitanomaru, Koukyo Higashi Gyoen, Koukyo Gaien, Wadakura Funsui Kouen, praça Koukyo Mae e jardim imperial de Fukiage. Neste último, localiza-se a residência do imperador.

Atualmente, à exceção da área destinada à residência e ao cerimonial imperial, o palácio fica aberto ao público. 

Interior

O trono do Período Meiji, no palácio imperial, foi usado por a última vez por o Imperador Hirohito, e foi destruido na Segunda Guerra Mundial.