Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

As Monarquias - Monarquia do Reino Unido

12.09.12, Blog Real

A monarquia do Reino Unido (popularmente conhecida como monarquia britânica) é um sistema de governo, no qual um monarca hereditário é o soberano do Reino Unido e dos seus territórios ultramarinos; os termos monarca britânico e monarquia britânica podem também significar coisas diferentes em diferentes contextos além do Reino Unido.

A monarquia britânica atual pode remontar a sua linhagem institucional aos reis dos anglos e aos primeiros reis escoceses.Até o ano 1000, os pequenos reinos dos primórdios da Bretanha medieval uniram-se para formar os reinos da Inglaterra e da Escócia.

O último monarca anglo-saxão (Haroldo II), foi derrotado e morto na invasão normanda de 1066 e a monarquia inglesa passou para a mão dos conquistadores normandos. A partir de 1603, quando o rei escocês Jaime VI herdou o trono inglês como Jaime I, os dois reinos foram governados por um único monarca. De 1649 a 1660, a tradição de monarquia foi quebrada pela republicana Comunidade da Inglaterra, que seguiu-se às Guerras dos Três Reinos. Em 1707, os reinos da Inglaterra e da Escócia foram fundidos para criar o Reino da Grã-Bretanha, e, em 1801, o Reino da Irlanda uniu-se a ele para criar o Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda. A maior parte da Irlanda desligou-se da União em 1922, para tornar-se o Estado Livre Irlandês, mas por lei, o monarca permaneceu como seu soberano até 1949.

O monarca atual é a rainha Elizabeth II, que reina desde 6 de fevereiro de 1952. A rainha, o atual herdeiro aparente - o filho mais velho de Elizabeth, Charles, Príncipe de Gales (conhecido como Duque de Rothesay, na Escócia) - o consorte da Rainha, príncipe Philip, Duque de Edimburgo e o restante da Família Real, encarregam-se de diversas funções públicas, de acordo com as suas posições; iniciando com a Magna Carta e passando pela Guerra civil inglesa e a Restauração, os poderes políticos do monarca foram gradualmente diminuindo. Hoje, o papel do monarca é constitucional, e restrito a funções não-partidárias, tais como a outorga de honrarias. Apesar disto, a autoridade executiva máxima do governo do Reino Unido é ainda a prerrogativa real do monarca. Tais poderes incluem a dissolução do parlamento, a elaboração de normas para o governo e a regulamentação do funcionalismo público e das forças armadas. Mas estes poderes são apenas utilizados de acordo com as políticas e procedimentos estabelecidos pelas leis aprovadas no Parlamento e; onde a legislação for omissa, dentro dos limites da convenção e precedente. O monarca possui uma variedade de residências reais oficiais e privadas e a Propriedade da Coroa, com ativos no valor superior a sete bilhões de libras esterlinas, é um dos maiores proprietários do mundo.

Após a declaração de independência indiana, que efetivamente fez com que o Império Britânico chegasse ao fim, Jorge VI e sua sucessora, Elizabeth II, adotaram o título de Chefe da Comunidade das Nações. Além de reinar no Reino Unido, a rainha Elizabeth II também atua como chefe de Estado para outros quinze países da Comunidade das Nações, colocando o Reino Unido em uma relação de união pessoal com os outros países. Isto desenvolveu-se a partir do antigo relacionamento colonial desses territórios para com a Grã-Bretanha, mas estes territórios, atualmente países, são agora independentes, fazendo parte da comunidade das nações, ou comunidade britânica.

 

Linha de Sucessão:

A Linha de sucessão ao trono britânico é uma lista das pessoas em linha para suceder o trono britânico. Desde a Reunião da Comunidade Britânica ocorrida na Austrália em 28 de outubro de 2011, com a presença de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II, mudanças foram feitas; onde somente que os descendentes de Charles, Príncipe de Gales são adpatadas às novas leis de sucessão.

  • Uma pessoa sempre é sucedida na linha por seus descendentes legítimos. A data de nascimento e o género importam: filhos mais velhos vêm antes de filhos mais novos. E os filhos, independentemente da idade, sempre vêm antes das filhas. (Modificado em 28 de outubro de 2011, o primogênito, seja ele menino ou menina, será o herdeiro presuntivo ao trono- para os descendentes do Príncipe Charles).
  • Qualquer pessoa que for católico, se tornar católico ou se casar com uma pessoa católica é permanentemente excluída da lista. (Modificado em 28 de outubro de 2011, onde agora um membro da família real não será excluído da linha ao se casar com católico- para os descendentes do Príncipe Charles).
  • Uma pessoa nascida de pais que não eram casados na data do nascimento não é incluída na lista. O possível casamento subsequente dos pais não altera isso

Os Palácios:

A Residência oficial em Londres é o Palácio de Buckingham. É o local de banquetes, investiduras, baptizados reais e outras cerimônias. Outra residência oficial é o Castelo de Windsor, o maior castelo ocupado do mundo, que é usado principalmente nos finais de semana, Páscoa e durante a Royal Ascot, uma reunião corrida anual que faz parte do calendário social. O Soberano têm como residência oficial na Escócia o Palácio de Holyrood, em Edimburgo. O monarca fica em Holyrood, pelo menos, uma semana por ano, e quando visitar a Escócia em ocasiões de Estado.

Históricamente, o Palácio de Westminster e a Torre de Londres foram as residências principais do Soberano Inglês até Henry VIII adquirir o Palácio de Whitehall. Whitehall foi destruído pelo fogo em 1698, levando a uma mudança para o Palácio St James. Apesar de substituído como residência do monarca pelo Palácio de Buckingham em 1837, St James ainda é o palácio sênior e continua a ser a residência real cerimonial. Por exemplo, os embaixadores estrangeiros estão credenciados para o Tribunal de St. James, e o Palácio é o local da reunião do Conselho de adesão. Ele também é usado por outros membros da Família Real.

Outras residências são a Clarence House e o Palácio de Kensington. Os palácios pertencem à Coroa. Eles são guardados em confiança para futuros governantes, e não podem ser vendidos pelo monarca. Sandringham House, em Norfolk e o Castelo de Balmoral, em Aberdeenshire são propriedade privada da Rainha.

Capela de São Jorge (Castelo de Windsor):

Existe na Capela de São Jorge do Castelo de Windsor um mausuléu real onde estão sepultados monarcas do Reino Unido e outros membros da Família Real Britânica.

Royal Burial Ground de Frogmore:

É também o local de três cemitérios da família real britânica: o Mausoléu Real, que contém os túmulos da Rainha Victoria e do Príncipe Albert; o Mausoléu da Duquesa de Kent, sepultamento da mãe da Rainha Victoria; e o cemitério real onde estão sepultados vários membros da Família Real Britânica.

No passado alguns reis e rainhas consortes foram também sepultados na Abadia de Westminster.

Jóias da Coroa Britânica:

As Joias da Coroa Britânica são vestimentas e símbolos usados pelos soberanos britânicos durante a Coroação e nas demais cerimônias de Estado.

A coleção inclui numerosos cetros, coroas, orbes, espadas e anéis, sendo uma das mais extensas coleções reais da atualidade. Grande parte destes ornamentos foram adquiridos pelos reis antes do século XV, constituindo objetos de imenso valor histórico.

Parte dos itens da coleção são utilizados nas cerimónias de coroação, na Cerimónia de Abertura do Parlamento e em baptizados. Muitas das peças, como os trompetes e a louça, caíram em desuso com o passar do tempo, enquanto outras foram produzidas para uma ocasião única - como o par de brincos usado pela Rainha Vitória na sua coroação, e a Coroa Imperial da Índia, confeccionada para George V em 1911.

Quando em desuso, as jóias são exibidas publicamente na Jewel House, uma seção da Torre de Londres, onde podem ser apreciadas por milhões de visitantes anualmente. Apesar de integrar a Royal Collection e pertencer à Coroa, a coleção das Jóias da Coroa não pertencem diretamente ao ocupante do trono.

As principais coroas são a Coroa de Santo Eduardo e a Coroa Imperial de Estado.

Títulos:

No Reino Unido, o título oficial do actula monarca é de Elizabeth a Segunda, pela Graça de Deus, Rainha do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte e de Seus outros Reinos e Territórios, Chefe da Comunidade Britânica das Nações, Defensora da Fé. Na prática "Rainha Elizabeth II", ou simplesmente "A Rainha", ou "Sua Majestade".

Na sua sucessão, o título Elizabeth II causou alguma controvérsia na Escócia, onde nunca existiu uma rainha chamada Elizabeth. Um caso foi aberto para contestar o direito da rainha em utilizar o título de Elizabeth II na Escócia, argumentando que para fazê-lo ela estaria desrespeitando o Ato da União (1707). O processo se perdeu já que o acusador não tinha títulos para poder processar a Coroa, e que também a numeração dos monarcas fazia parte da prerrogativa real e que não poderia ser regulada pelo Ato da União. Há também duas outras controvérsias, que são menos divulgadas.

Futuros monarcas britânicos serão numerados de acordo com seus antecessores ingleses ou escoceses.

Seguindo a decisão dos primeiros-ministros da Comunidade Britânica na Conferência da Comunidade em 1953, a Rainha Elizabeth usa diferentes títulos em cada um de seus reinos.

Peculiarmente intitulada como "Sua Majestade, a Rainha" (e quando necessária distinção "Sua Majestade Britânica" ou "Sua Majestade Canadense"), seus antigos títulos foram:

  • Sua Alteza Real Princesa Elizabeth de York (1926-1936)
  • Sua Alteza Real, a Princesa Elizabeth (1936-1947)
  • Sua Alteza Real, a Princesa Elizabeth, Duquesa de Edimburgo (1947-1952)

Eventos Anuais:

Trooping the Colour

Order of the Garter

Abertura do Parlamento Britânico

Remembrance Day

Royal Ascot

Família Real Britânica:

A Família Real Britânica é um grupo de parentes próximos do monarca do Reino Unido. Os membros da Família Real pertencem a, por nascimento ou casamento, Casa de Windsor, desde 1917, quando Jorge V mudou o nome da então casa real Saxe-Coburgo-Gota. Essa decisão foi tomada, primeiramente, por causa da Britânia e seu Império, que estavam em guerra com a Alemanha e o antigo nome tinha um vínculo forte com os anscestrais alemães, assim foi escolhido um nome mais britânico, condizendo com a imagem que queriam passar. O novo nome, Windsor, que não tinha nenhuma conexão com outra coisa, a não ser com o Castelo de Windsor foi e continua sendo a residência real.

Embora não exista uma definição estritamente legal ou formal no Reino Unido para quem é ou não um membro da Família Real, geralmente é usado o termo Sua Majestade ou Sua Alteza Real para tratar os membros da família, o que geralmente resulta na aplicação do termo para os monarcas, os filhos do monarca, os netos dos monarcas, as viúvas e para todos os ancestrais dos atuais ou antigos monarcas.

Membros e parentes da Família Real Britânica históricamente representam o monarca em vários lugares através do Império Britânico, algumas vezes por períodos estendidos como vice-reis ou em cerimônias e eventos específicos. Atualmente, eles apresentam-se em cemirônias ou eventos sociais em todo o Reino Unido e no exterior, porém não possuem um papel constitucional nos assuntos do governo.

Esta é a lista dos atuais membros da Família Real britânica:

  • SM Elizabeth II e SAR Príncipe Philip, Duque de Edimburgo
  • SAR Charles, Príncipe de Gales e sua segunda esposa, Camila, Duquesa da Cornualha
  • SAR Príncipe William, Duque de Cambridge e sua esposa Catherine, Duquesa de Cambride
                    SAR Príncipe George de Cambridge
                    SAR Princesa Charlotte de Cambridge
                    SAR Príncipe Louis de Cambridge
  • SAR Príncipe Harry, Duque de Sussex e sua esposa Meghan, Duquesa de Sussex
  • SAR Andrew, Duque de Iorque
  • SAR Princesa Beatrice de Iorque
  • SAR Princesa Eugéniie de Iorque
  • SAR Príncipe Edward, Conde de Wessex e sua esposa Sophie, Condessa de Wessex
  • SAR Lady Louise Windsor (n.2003)
  • SAR James, Visconde Severn (n.2007)
  • SAR Anne, Princesa Real
  • SAR Príncipe Richard, Duque de Gloucester (primo da rainha) e sua esposa Birgitte, Duquesa de Gloucester
  • SAR Príncipe Edward, Duque de Kent (primo da rainha) e sua esposa Katharine, Duquesa de Kent
  • SAR Príncipe Michel de Kent e sua esposa Princesa Marie-Christine von Reibnitz de Kent
  • SAR Princesa Alexandra de Kent (prima da rainha)

Site Oficial: http://www.royal.gov.uk/