Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Ordem da Jarreteira - Order of the Garter

18.06.14, Blog Real

A Mais Nobre Ordem da Jarreteira, também conhecida como Ordem da Jarreteira, é uma ordem de cavalaria britânica, a mais antiga da Inglaterra e do sistema de honras britânico. Sua tradução correta seria antes Ordem da Liga (em inglês: Order of the Garter) tal como em português tem o mesmo significado.

Criada em 1348 por Eduardo III de Inglaterra como "uma sociedade, uma companhia e uma escola de cavaleiros" para destacar os esforços do reino e dos seus aliados em conquistar a Terra Santa e um "Império Cristão" nas cruzadas, é a mais ordem de cavalaria inglesa. 

Outro nome dado à ordem é Ordem do Laço, ou Ordem da Liga. Isto porque, segundo a lenda, o rei Eduardo III estava a dançar com a condessa de Salisbury numa festa da corte, quando esta deixou cair a sua jarreteira. O rei apanhou-a e ao amarrá-la de novo à perna da condessa reparou que todos os observavam e exclamou: "Envergonhe-se quem vê nisto malícia!", frase que se tornou o lema da da Ordem. Verdade ou não, o símbolo da Ordem é uma jarreteira azul de rebordo dourado onde estão escritas em francês as palavras ditas pelo rei. 

A ordem é bastante restrita: apenas fazem parte o soberano, o príncipe de Gales e não mais do que 24 membros. 

O monarca reinante do Reino Unido é o grão-mestre da Ordem. Além deste existem os Cavaleiros Reais (em que se inclui o Príncipe de Gales e outros membros da família real), Cavaleiros Estrangeiros (dedicada a monarcas estrangeiros) e os Cavaleiros ou Damas-companheiras (ao todo estes são 24). Apenas o soberano pode nomear novos membros, sendo que as nomeações são vitalícias e não hereditárias. Quando um dos membros morre, os restantes propõem nomes para o substituir e a decisão final é exclusivamente do soberano. 

Os novos cavaleiros são nomeados a 23 de Abril, dia de S. Jorge, patrono de Inglaterra.

Quando os membros da Ordem se reúnem, é obrigatório o uso do traje oficial da Ordem:

 

Manto: de veludo azul-escuro e uma linha de tafetá branco. Cosido ao manto, no ombro esquerdo, está o brasão heráldico da Cruz de São Jorge, circundado pela Liga. Sobre o ombro direito estão anexados um capuz de veludo vermelho escuro e uma túnica. 

Chapéu: é um gorro Tudor de veludo preto com uma pluma de avestruzes brancas e penas de garça preta. 

Colar: feito em ouro, pesa cerca de 0,933 kg, está preso ao manto com fitas brancas sobre os ombros. 

Jorge: é uma figura de S. Jorge montado num cavalo. Está pendurado no colar. 

Jarreteira: uma liga de veludo azul-escuro e o lema a letras douradas. É usada na perna esquerda. 

Os actuais membros da Ordem são: 

Membros ex officio: A rainha e o príncipe de Gales

Cavaleiros e Damas-Companheiros: Peter Carrington, 6º Barão de Carrington; Arthur Wellesley, 8º Duque de Wellington; Edwin Bramall, Barão de  Bramall; John Sainsbury, Barão de Sainsbury de Preston Candover; John Baring, 7º Barão Ashburton; Robin Leigh-Pemberton, barão Kingsdown; Sir Ninian Stephen; Baronesa Tatcher; Sir Timothy Colman; James Hamilton, 5º Duque de Abercorn; Sir Erskine William Gladstone de Fasque e Balfour; Peter Inge, Barão Inge; Sir Antony Arthur Acland; Gerald Grosvenor, 6º Duque de Westminster; Robin Butler, Barão Butler de Brockwell; John Morris, Barão Morris de Aberavon; Sir John Major; Mary Soames, Baronesa Soames; Richard Luce, Barão Luce; Sir Thomas Dunne; Nicholas Phillips, Barão Phillips de Worth Matravers; Michael Boyce, Barão Boyce

Cavaleiros e Damas Reais:O Duque de Edimburgo, O Duque de Kent, a Princesa Real, O Duque de Gloucester; a Princesa Alexandra, Lady Ogilvy; O Duque de York, O Conde de Wessex e o Duque de Cambridge

Cavaleiros e Damas Estrangeiros: 

Grão-Duque Jean do Luxemburgo, a Rainha Margrethe da Dinamarca, o Rei Carl Gustaf da Suécia, o Rei Juan Carlos de Espanha, a Rainha Beatrix da Holanda, o Imperador Akihito do Japão, o Rei Harald da Noruega, o Rei Felipe VI de Espanha e o Rei Willem-Alexander dos Países Baixos.

Esta ordem também já teve membros portugueses: 

D.Manuel II usando as vestes da ordem da Jarreteira em 1909 (na foto)

Denotando a boa ligação com a Casa Real Inglesa e uma estratégia comum há reis e príncipes e infantes de Portugal, assim como uns poucos fidalgos portugueses, que tiveram a honra de serem agraciados com esta ordem. Dos primeiros temos D.João I, D.Duarte I, D.Pedro, Duque de Coimbra, D.Henrique Duque de Viseu, D. Afonso V, D.João II, D.Manuel I, D.João VI, D.Luís I, D.Carlos I, D.Manuel II, e dos últimos, não rei e não infante, apenas se confirma em absoluto D.Álvaro Vaz de Almada, conde de Avranches. Como extraordinário é a rainha consorte D.Filipa de Lencastre, mulher de Dom João I, também ter entrado nesta liga, embora pese o fato de ser igualmente princesa de Inglaterra.

 

Todos os anos, em Junho, na segunda feira da semana do Royal Ascot, os membros da Ordem, encontram-se na ala do Upper Ward do Castelo de Windsor. Daí desfilam pelas ruas até à Capela de São Jorge para a cerimónia, e, no final, regressam à Upper Ward de carruagem. 

Ver Posts sobre a Ordem da Jarreteira

2008: Aqui

2009: Aqui

2010: Aqui

2011: Aqui

2012: Aqui

2013: Aqui

2014: Aqui

2015: Aqui

2016: Aqui

2018: Aqui

2019: Aqui