Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Especial Tiaras e Coroas: Família Real Sueca

02.01.14, Blog Real

Começamos o especial sobre as tiaras das Famílias reais europeias, sobre as tiaras da Família real sueca.

 

Tiara Camafeu:

Rainha Hortense, Rainha Josephine, Princesa Margaret, Princesa Ingrid (posteriormente Rainha da Dinamarca), Princesa Sibylla.

 Princesa Birgitta, Princesa Désirée, a Rainha Silvia, Princesa Victoria.


Detalhes da tiara Camafeu.

Rainha Silvia

Tiara Camafeu pertencia a Napoleão e foi oferecia à Imperatriz Josephine, a tiara chegou à família real sueca, quando a neta da imperatriz Josephine casou com o Rei Oscar I em 1823. Normalmente esta tiara é usada pelas princesas da família real sueca no dia do seu casamento, aliás a Princesa Vitoria usou-a no dia do seu casamento e a sua mãe, a Rainha Silvia, também a usou no dia do seu casamento.

A Rainha Silvia também usa esta tiara noutros eventos, como nos Prémios Nobel.

 

Tiara do Rei Carl Gustaf:

_Necklace.jpg

A "Tiara do Rei Carl Gustaf" foi um presente que o Rei Carl Gustaf, ofereceu à Rainha Silvia pelo seu décimo aniversário de casamento em 1986.

Esta tiara de diamantes também pode ser usada como colar. 

Esta é a tiara preferida da princesa Madeleine e por isso usou-a no dia do seu casamento.

 

Tiara Connaught:

Um esboço da tiara, Princesa Margaret, Princesa Sibylla.

Rainha Silvia

Princesa Christina, Princesa Désirée, Princesa Lilian, Princesa Madeleine.

Tiara projetada com voltas de diamantes, com flores cobertas por arcos e com gotas de diamante.

 

Nine Prong Tiara:

 Rainha Sophia (esquerdia), Rainha Louise (direita)

Princesa Christina, Princesa Margaretha, Princesa Birgitta e Princesa Lilian.

 

Rainha Silvia

Uma tiara de diamantes com um design distinto neoclássico. Foi feita em Berlim para a esposa do Rei Oscar II, a Rainha Sophie, Princesa de Nassau. Tem nove pinos cobertos com clusters como uma estrela de cinco pontas de diamantes de collet, englobando motivos clássicos comum à era vitoriana.

 

Tiara dos 18º aniversário da Princesa Victoria:

Esta tiara foi oferecida à princesa Victoria pelos seus pais, os Reis da Suécia. É uma tiara essencialmente de metal com pequenas safiras e diamantes.

 

Tiara Aquamarine Bandeau:

Princesa Désirée

Princesa Madeleine

Esta peça centra-se na sua grande pedra de água-marinha central, em torno dela com faixas delicadas de diamantes de cada lado.

 

Tiara da Princesa Lilian:

 Princesa Lilian

Princesa Victoria

Esta é uma peça feita de diamantes em conjunto em prata e ouro, este tiara também pode ser usada como colar. Esta tiara foi uma das jóias herdadas por o principe Bertil, marido da Princesa Lilian, e por isso sempre usada por ela. 

Tinha sido um presente de casamento da princesa Margarida de Connaught, em 1905, concedido pela Rainha Sofia da Suécia, a avó do marido de Margaret, o príncipe Gustaf Adolf.

 

Tiara de Baden:

Rainha Louise, Princesa Margaretha, Princesa Desirée, Princesa Christina, Princesa Lilian.

Rainha Silvia

Princesa Victoria 

Esta tiara pertenceu à família dos Baden (daí o seu nome) e foi um presente que os Grão-duques fizeram à sua filha por ocasião do seu casamento com o futuro rei Gustavo V, em 1881. É uma das tiaras favoritos da família real sueca.

 

Tiara dos Quatro Botões:

 Rainha Louisa Ulrika usando esses mesmos botões; Rei Oscar II.

Princesa Christina, Princesa Désirée, Princesa Margaretha, Princesa Madeleine

Princesa Victoria

Os botões desta tiara são identificados por serem aqueles que o rei Carl XIV Johan (Jean Baptiste Bernadotte), fundador da dinastia dos Bernadotte, afixou à coroa usada para a sua coroação em 1818, os quais foram posteriormente removidos.

Dos dez botões foram feitas duas tiras, uma com quatro botões e outra com seis.

 

Tiara dos Seis Botões:

 Princesa Lilian, Rainha Silvia, Princesa Birgitta, Princesa Madeleine

Princesa Victoria e Princesa Christina

Os botões desta tiara são identificados por serem aqueles que o rei Carl XIV Johan (Jean Baptiste Bernadotte), fundador da dinastia dos Bernadotte, afixou à coroa usada para a sua coroação em 1818, os quais foram posteriormente removidos.

Dos dez botões foram feitas duas tiras, uma com quatro botões e outra com seis.

 

Tiara Napoleónica Cut-Steel:

Rainha Silvia

Princesa Lilian, Princesa Christina 

Uma tiara de corte-aço polido com ouro em projetos de folhas de Carvalho, bolotas, flores e penas. A rainha Josephine trouxe-a para a Suécia, onde ela definhou por muitos anos, até ser redescoberta pela Rainha Silvia. Esta tiara remonta aos anos 1700.

 

Tiara Bragança:

Rainha Josephine, Rainha Sophia, Rainha Victoria, Princesa Louise e a Rainha Louise.

A Rainha Silvia e a Rainha Elizabeth II numa visita da monarca britãnica à Suécia em 1983.

 Rainha Silvia

Tiara toda feita de diamantes, uma peça francesa do século 18 que foi modernizada em 1820 para lhe dar a sua forma atual. É também chamada tiara Brasileira porque pertencia à brasileira Imperatriz Amélia, a irmã mais nova da Rainha sueca Josephine. É uma das tiaras preferidas da Rainha Silvia da Suécia.

 

Tiara Napoleónica Amethyst:

 Rainha Louise, Princesa Christina e Princesa Margaretha a usar esta tiara na altura usada como colar.

Rainha Silvia

Princesa Victoria, Princesa Margaretha, Princesa Désirée, Princesa Madeleine.

Esta tiara ametista remonta ao tempo do primeiro Império francês, constituída por um colar, brincos de pingente, duas pulseiras, broche e corpete ornamentado. Mais provável o conjunto ter sido um presente de casamento de Napoleão à sua primeira esposa. O casal, por sua vez, deu a tiara para a sua filha, Josephine, quando ela se casou com o príncipe herdeiro Oscar da Suécia. Várias Senhoras da Família Real Sueca têm usado peças desta tiara, mas foi a Rainha Silvia, que converteu o colar em uma tiara, enquanto as duas pulseiras podem ser usadas com o corpete para formar um colar.

 

Tiara de Leuchtenberg:

 Rainha Victoria, Rainha Louise, Princesa Sibylla, Princesa Birgitta

 

Rainha Silvia

 

É uma tiara da família real sueca que inicialmente pertencia à Imperatriz Josefina que, depois de seu casamento com Napoleão, encomendou vários jogos de pedras preciosas para seu uso privado e foi herdada pela sua neta, Josefina de Leuchtenberg, filha de Eugênio de Beauharnais, enteado de Napoleão, que trouxe com ela o grande tesouro à Suécia quando, em 1823, casou com o rei Óscar I. Este conjunto de jóias chamado de Tesouro de Leuchtenberg tem para além da tiara também uma pregadeira, um colar, pendentes e dois brincos.

 

Coroas dos Príncipes da Suécia:

Na imagem: Coroa do Príncipe herdeiro da Suécia; Coroa da Princesa Sophia Albertina; Coroa da Princesa Hedvig Elisabet Charlotta; Coroa da Princesa Eugenia; Coroa do Príncipe Prince Wilhelm; Coroa do Príncipe Prince Oskar; Coroa do Príncipe Prince Carl; Coroa do Príncipe Frederick Adolf.

As coroas dos príncipes da Suécia são usadas nos eventos mais importantes da Família Real Sueca. A coroa do Príncipe Óscar II foi usada no batizado da princesa Estelle em 2012, a coroa do Príncipe Wilhelm foi usada no casamento da Princesa Victoria e Daniel Westling em 2010 e a coroa da Princesa Eugenia foi usada no funeral da princesa Lilian em 2013.

 

Outras Jóias:

 A coroa, o globo, a espada do estado e a chave usados na coroação dos reis da Suécia.

A Coroa da rainha Lovisa Ulrikas, a pia batismal, a coroa de Erik XIV são algumas das outras jóias da Família Real Sueca.