Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

Blog_Real - O Blog das Monarquias

Siga as actividades da realeza e fique a conhecer melhor as monarquias da Europa e do Mundo.

A rainha Margrethe II inaugurou a exposição “A Rainha e a sua família” criada em honra dos seus 40 anos de reinado

02.09.12, Blog Real

1346523872006reinadin-okc2

As pinturas haviam sido criadas por artistas muito diferentes, como Thomas Kluge, Andy Warhol, Michael Kvium y Strøbek Niels, artistas dinamarqueses e internacionais, que haviam retratado a a familia real desde que Margarethe chegou ao trono.

As obras expostas procedem de colecções diferentes, desde peças privadas da família real, que se encontram expostas nas suas dependências do Palácio de Amalienborg e no Palácio de Fredensborg, os retratos que foram emprestados por museus dinamarqueses.

A exposição estará aberta ao público a partir de fevereiro do ano que vêm.

França terá uma frente de defesa da monarquia

02.09.12, Blog Real

Diário da Franca: Franca terá um frente em defesa da monarquia. Segundo o jornal, o Grupo que já conta com mais de 40 pessoas quer a volta do império para acabar com a corrupção.

O jornal traz ainda a confusão causada pelos baderneiros do campus da UNESP naquela cidade, no dia 28 de agosto último, apontando ainda que outro palestrante e intelectual de renome, Ibsen Noronha, professor da Universidade de Coimbra, ficou perplexo com os acontecimentos. "Após 25 anos de vida universitária vi, com tristeza, cenas de grande barbárie, dignas de regimes totalitários como o comunista ou o fascista", afirmou o professor, que completa: "Parece-me inadmissível que seja proibida a palavra a uma personalidade de relevo na cultura brasileira como é o Príncipe Dom Bertrand. Tive a honra de ouvir suas palavras na Universidade de Brasília e na Universidade de Coimbra, onde foi recebido com dignidade por aqueles que provavelmente discordam das suas ideias". Na UNESP, Ibsen Noronha conta ter visto agitadores que gritavam slogans sem substância intelectual. "E apenas confirmam a convicção da tirada do filósofo: o gosto pelo barulho é inversamente proporcional à inteligência. Por isso reitero o meu repúdio ao ocorrido sabendo que a Vila Franca do Imperador é absolutamente outra".

 

A baderna provocada pela meia dúzia de jovens trouxe várias consequências negativas ao ambiente acadêmico, sendo noticiada a selvageria em grande parte dos meios de comunicação local e, até mesmo, nacional. Dentre estes aspectos estão à violência, que ultrapassou a agressão verbal, chegando a tronar-se física. Marcus Falleiros, estudante da Faculdade de Direito de Franca e integrante da nova Frente em defesa da Monarquia, relatou ainda no jornal que foi agredido por um estudante do campus que o acertou com o cabo de uma bandeira do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). Comprovando, portanto, a inconsistência dos argumentos dos revoltosos, aplicando-se, pelas atitudes demonstradas, todos os insultos a eles próprios.

 

A Frente em defesa da Monarquia surge em Franca como solução para a população, indignada pelos atos socialistas –comunistas da minoria barulhenta. No interior paulista, assim como em diversos recantos do Brasil, a forma monárquica de governo é cada vez mais seguida e ganha cada vez mais lutadores.

Pág. 5/5